Destrinchando a polêmica

by 9:06 AM 0 comments


Pergunta: Alexei, você então é contra quem vem para o Canadá para fazer college pensando em obter a residência permanente?

Resposta: Não sou contra as pessoas que vêm estudar no Canadá para fazer College com intenções de imigrar. Sou contra o sistema que permite que pessoas venham para cá com esse pensamento. E isso inclui desde as agências e empresas de intercâmbio e consultoria que atuam de forma inescrupulosa fazendo as pessoas pensarem que é fácil e garantido até a própria imigração canadense, que não é totalmente inocente nessa história.
Mas também sou contra as pessoas que utilizam dessa via para vir para cá mas muitas vezes nem mesmo frequentam o College. Estudar não lhes interessa. Ficam por aí aplicando golpes e tentando dar jeitinhos para conseguir a residência permanente. Resvalam na ilegalidade, isso se não caem nela. São uma minoria dentre os portadores de visto de estudante, mas incomodam e queimam o filme.


Pergunta: Então por que você bate tanto nessa tecla dos colleges?

Resposta: Porque muitos brasileiros que vêm dessa forma não correspondem ao perfil da maioria absoluta dos estudantes internacionais que vejo ao vivo e a cores no Algonquin College: jovem, solteiro, sem filhos, financeiramente dependente das famílias (que geralmente têm um bom nível financeiro e lhes garantem uma relativa tranquilidade por aqui). Além disso, esses estudantes ainda não completaram sua formação. Por isso, seu objetivo mais importante para hoje não é obter residência permanente aqui. É estudar mesmo.
Os chineses e indianos, que correspondem à maioria absoluta de estudantes internacionais nas escolas do país (clica aqui pra ver... 48%), não raro têm esse perfil.
Piadas comuns entre quem faz negócios envolvendo estudantes internacionais em Ottawa:
- "Condo de luxo perto de universidade? Anuncia em mandarim que sai rapidinho!"
Piada comum em Ottawa:
- "Tá vendo aquela Mercedes (ou BMW, ou Audi, ou Porsche) novinha? Aposto que tem um chinês dirigindo!" (e muuuuitas vezes tem mesmo!)
Os brasileiros, por sua vez, podem fugir um pouco desse padrão de estudante jovem, solteiro, sem filhos, ainda sem formação completa e financiado pelas famílias. Alguns já estão na casa dos 30 anos ou mais, já completaram suas formações no Brasil, já não dependem financeiramente das famílias, já estão casados e já têm filhos. É claro que dentre eles há pessoas que gostariam de aproveitar a oportunidade para mudar de carreira ou explorar outros talentos... têm todo o direito e fazem muito bem em vir! Mas muitos enxergam o college simplesmente como uma brecha que lhes permite qualificar-se para obtenção da residência permanente, ou vêm completamente iludidos acreditando que basta fazer o college e a residência permanente será, ou quase será, automática.


Pergunta: Mas eles não têm o direito de tentar?

Resposta: Têm. A possibilidade existe para ser aproveitada. Mas quem parte atrás dela precisa saber que fazer um college e obter a residência permanente pode ser uma aventura comparável a escalar o Monte Everest. É preciso ter um planejamento muito bem feito e a total consciência de que há riscos. Os problemas podem vir ou podem não vir, e você precisa saber como lidar com eles se eles vierem. A partir da experiência de algumas pessoas que estão aqui tentando, vejo diariamente como o processo é lento, árduo e caro. Pode ser até enlouquecedor! Por isso me preocupo, porque há pessoas vindo sem saber exatamente o que as espera. São movidas por sua aflição - ou desespero - para sair do Brasil e recuperar o direito de sonhar e muitas vezes não planejam com frieza... Desfazem-se de seus patrimônios e vêm carregando a família. Agora imagine se a residência permanente não vier ou se o dinheiro acabar? Um college pode custar uns 40 mil reais por ano só em tuition fees para estudantes internacionais. Você pode se ver sem dinheiro, sem possibilidade alguma de ficar aqui e sua única saída será voltar para o Brasil sem a mesma estrutura que tinha antes.
A decisão é sua, mas minha obrigação é de te alertar para isso.


Pergunta: Alexei, você sabe que os estudantes internacionais movimentam a economia canadense e que isso pode alimentar todo um sistema?

Resposta: Sei sim. Sei muito bem! Mas da mesma forma, sei que há gente um tanto quanto inescrupulosa nessa corrente de negócios. Há agências de intercâmbio e consultores de imigração que atuam agressivamente pela internet fazendo propaganda desse projeto "college => residência permanente" simplesmente porque ele é mais lucrativo. Porém, já soube de pessoas que vieram dessa forma e que talvez poderiam ter vindo de outra forma que a médio e longo prazo talvez lhes ajudasse mais... como fazer um MESTRADO ou um DOUTORADO por aqui. Inclusive porque uma pós-graduação sempre contribui muito para a formação de uma pessoa. O college, nem tanto. Ele só vai contribuir se você resolver seguir uma outra carreira, o que tem prós e contras. Então, planejamento e estratégia são suas maiores armas na hora de entregar ou não o dinheiro acumulado em uma vida de esforço e trabalho para alguém que "ajuda a realizar seu sonho canadense".
Tem havido muita demanda para imigração, há muita gente querendo sair do Brasil e vir para o Canadá e por isso mesmo o número de oportunistas só cresce.


Pergunta: Então é melhor não vir para fazer College?

Resposta: Se sua intenção mesmo é imigrar, esgote todas as outras possibilidades primeiro. Pode ser que você tenha uma chance de obter a residência permanente em algum processo provincial, na categoria self-employed... Mas se não houver outra chance, a decisão é sua. Os riscos serão todos seus. Eu nunca vou dizer: "não venha". Ao contrário, direi: "venha, mas pense duas vezes e tenha uma estrutura para te amparar se não der certo".


Pergunta: Por que você faz isso?

Resposta: Porque quero dormir de consciência tranquila e, por menos que eu ache que deva, quero ajudar de alguma forma. Você pode achar que não... que eu sou um destruidor de sonhos... Pode vir me agredir e me ofender... Mas talvez um dia verá que o verdadeiro destruidor de sonhos é aquele cara que te vende um sonho que não existe ou que está simplesmente maquiado para aparecer bonito na foto, pega o seu dinheiro e depois se algo der errado o problema é só seu.

Vida Que Segue - Canada

Developer

Gratidão por sua visita! aqui você sempre será muito benvindo(a)!

0 comments:

Post a Comment